• O laço negro do Luto.


Desta vez eu venho postar, após um bom tempo sem o fazer, algo como um desabafo.
Vários devem saber sobre a morte de um garoto chamado Rafael Barreto que também já foi um de meus companheiros de sala. Um homem que morreu por 80 centavos, uma morte nada digna. Quase sempre eu era um dos primeiros alunos a chegarem à escola devido à hora de trabalhar dos meus pais, logo quando chegava, dentre muitos dias, este garoto varias vezes era o primeiro que eu via dentre os corredores, nós não gostávamos muito um do outro, quando nos cruzamos varias vezes olhávamos para o outro de maneira desconfiada e um pouco arrogante, sabíamos exatamente o que o outro devia estar pensando, porém não era bem assim, todos sabem. Talvez eu, por minha conta, seja incapaz de odiar alguém, sempre quero levar a vida mais tranqüila possível, sempre visando minha própria paz. Quando nos cruzávamos costumávamos a cometer este ato, porém talvez tenha sido nossa maneira de nos cumprimentarmos durante um ano todo. Agora eu já imagino como será quando eu chegar novamente aquele lugar, quando eu passar por aquele corredor, frente aquela porta e pensar, saber que aquele garoto devia estar ali. Possuo a total certeza que nos lembraremos dele durante muito tempo, lembraremos sempre dele quando passarmos naquele local e muitos jamais vão esquecer-lhe. O ano que estudávamos juntos podíamos não ter nos dado muito bem, no outro ano que nos separamos podíamos ter olhado de maneira diferenciada para o outro, porém sempre estará na minha memória, rapaz. Na verdade, sempre estará na memória de todos nós. Vá em paz, Rafael Barreto.
1 Response
  1. bia pessuto Says:

    ok, você me fez choraar ! ;/ meus pêsames, apesar de ter acontecido há tempos atrás :s


  • Ocorreu um erro neste gadget
  • Seguidores